Publicidade
Você está aqui: Inicial Olimpíadas Bolt conquista tricampeonato também nos 200 metros e leva Engenhão ao delírio

Vídeos

0:04:17
Exibições: 10238
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:19
Exibições: 9843
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:50
Exibições: 9933
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:23
Exibições: 9476
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:44
Exibições: 9881
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:15
Exibições: 9950
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:04:51
Exibições: 11540
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
Publicidade

Bolt conquista tricampeonato também nos 200 metros e leva Engenhão ao delírio

PDFImprimirE-mail

Esporte - Olimpíadas

15025534-usain-bolt-sport-large transihVibxPbOwKDCDIL8LViRwcO5LM6 oNiiJTcu8zsK8I

O jamaicano Usain Bolt fez história, mais uma vez, na Olimpíada do Rio de Janeiro,  e conquistou hoje (18) o tricampeonato olímpico dos 200 metros rasos, feito inédito na história esportiva, desde os primeiros jogos da era moderna, em 1896. Com a pista molhada, Bolt completou a prova em 19.78 segundos e não conseguiu bater o próprio recorde mundial, de 19.19. Também tricampeão nos 100 metros, o mito das pistas conquistou sua oitava medalha de ouro.

O canadense Andre de Grasse, bronze nos 100 metros, dessa vez ficou com a prata, com o tempo 20.02 segundo. O bronze ficou com o francês Christophe Lemaitre, que fez o tempo de 20.12 segundos.

Diferentemente da prova classificatória, em que terminou a corrida sorrindo e desacelerando, Bolt completou os 200 metros forçando e sempre sério, mesmo com uma distância razoável do segundo colocado. Conhecido pela deficiência na largada, dessa vez o jamaicano largou bem e, antes da passagem dos 100 metros já havia definido a prova.

A surpresa ficou por conta do francês Lemaitre, que conseguiu uma arrancada surpreendente depois da metade da prova, saltando da sétima posição para o pódio.

Lotado, o Estádio Olímpico Nilton Santos, o Engenhão, na zona norte do Rio, ficou em êxtase antes, durante e depois da apresentação do jamaicano Usain Bolt, que completa 30 anos no próximo domingo.

Fonte: Agência Brasil