Publicidade
Você está aqui: Inicial Cruzeiro Cruzeiro vence o Atlético-GO por 2 a 1

Vídeos

0:04:17
Exibições: 10339
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:19
Exibições: 9959
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:50
Exibições: 10090
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:23
Exibições: 9576
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:44
Exibições: 9983
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:15
Exibições: 10100
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:04:51
Exibições: 11638
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
Publicidade

Cruzeiro vence o Atlético-GO por 2 a 1

PDFImprimirE-mail

Esporte - Cruzeiro

Em seu último jogo pelo Campeonato Brasileiro antes da decisão da Copa do Brasil contra o Flamengo, o Cruzeiro venceu o Atlético-GO por 2 a 1 neste domingo, no Estádio Olímpico, em Goiânia, em partida válida pela 25ª rodada competição. O meia Arrascaeta e o atacante Rafael Sóbis marcaram os gols da equipe celeste, que com a vitória subiu para o quinto lugar na tabela de classificação. O meia Luiz Fernando descontou para o Dragão, que continua na lanterna.

Pensando na Copa do Brasil, o técnico Mano Menezes optou por poupar a maioria dos jogadores titulares. Mesmo sem contar com seus principais jogadores, o Cruzeiro jogou melhor o primeiro tempo e abriu o placar aos 4 min. O meia Rafinha cruzou da direita, o atacante Rafel Sóbis bateu em cima da defesa e, na sobra, o meia Arrascaeta chutou de primeira para vencer o goleiro Marcos. O uruguaio entrou para a histórica do clube ao marcar o gol de número   900 do Cruzeiro, desde que a competição passou a ser disputada por pontos corridos.

Mais eficiente e explorando as laterais em velocidade, a Raposa ampliou a vantagem aos 21 min. O volante Nonoca fez boa jogada e tocou para o atacante Rafael Sóbis fazer o segundo gol e encerrar um jejum de 17 partidas sem balançar as redes adversárias com a camisa celeste.

Se no primeiro tempo o Cruzeiro foi melhor, na etapa complementar a equipe celeste ficou devendo. Com mais posse de bola, o Atlético-GO diminuiu o placar aos 2 min com o meia Luiz Fernando. A Raposa continuou encontrando dificuldade para chegar ao ataque e  ainda contou com a sorte para não sofrer o gol de empate aos 16 min, quando o volante Paulinho arriscou da intermediária, a bola pegou na trave e nas costa do goleiro Rafael antes de sair. A Raposa tinha a proposta de tentar o terceiro gol nos contra-ataques e poderia ter definido o placar aos 41 min com Arrascaeta, mas o lateral-esquerdo Bruno Pacheco aliviou o perigo.

Fonte: O Tempo