Publicidade
Você está aqui: Inicial Cruzeiro Em dia de estreia de novo uniforme, Cruzeiro vence, convence e respira no Brasileirão

Vídeos

0:04:17
Exibições: 10338
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:19
Exibições: 9955
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:50
Exibições: 10088
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:23
Exibições: 9573
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:44
Exibições: 9981
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:15
Exibições: 10097
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:04:51
Exibições: 11635
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
Publicidade

Em dia de estreia de novo uniforme, Cruzeiro vence, convence e respira no Brasileirão

PDFImprimirE-mail

Esporte - Cruzeiro

O Cruzeiro estreou a camisa nova com vitória na tarde deste domingo (25). Jogando em casa, no Mineirão, o time celeste derrotou o Coritiba por 2 a 0, com gols de Thiago Neves e Rafael Sobis, em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Cruzeiro ocupava a 13ª colocação, e agora soma 14 pontos, com quatro vitórias, dois empates e quatro derrotas. Com o resultado, o time celeste escapa, por enquanto, de se aproximar da zona de rebaixamento. A última vitória do Cruzeiro no Brasileirão tinha sido no dia 11 de junho, quando derrotou o Atlético-GO, também por 2 a 0, no Mineirão.

O Coritiba deu o pontapé inicial, mas logo o Cruzeiro tomou a bola e começou a pressionar em busca do gol, e dominou o início do jogo. O time da casa manteve a bola no campo de ataque a maior parte do começo da partida. No entanto, o Coritiba foi quem exigiu mais do goleiro adversário. Aos 27 minutos, Tiago Real cobrou escanteio, e Werley cabeceou na gaveta, mas Fábio estava atento e fez ótima defesa.

Pouco depois, o Cruzeiro teve que fazer uma substituição, já que Lucas Romero sentiu dores no joelho e pediu para sair. No lugar dele Mano escalou Hudson.

Nos minutos seguintes, o Coritiba perdeu mais duas oportunidades de abrir o placar. As chances criadas pelo visitante deram gás ao Cruzeiro, que conseguiu marcar primeiro. Aos 37 minutos, Diogo Barbosa roubou a bola, fez ótima jogada pela esquerda e cruzou para Thiago Neves chutar e tranquilizar a equipe e a torcida.

Depois que o time da casa abriu o placar, o jogo esquentou ainda mais. O Coritiba continuou a pressionar, e aos 42 minutos, em jogada ensaiada, Tiago Real tocou para Galdezani, que chutou firme, mas Fábio estava bem posicionado e fez boa defesa.

No minuto seguinte, Rafael Sobis pegou a bola no meio de campo, avançou e chutou forte, mas o goleiro Wilson impediu que o time celeste ampliasse o placar.

No retorno ao segundo tempo, o Cruzeiro chegou decidido a ampliar a vantagem. Logo no primeiro minuto Thiago Neves tocou para Rafael Sobis, que chutou forte para defesa de Wilson. Robinho pegou a sobra, mas chutou para fora.

Dois minutos depois, Thiago Neves, desta vez pela esquerda, passou pela defesa do visitante tocou de calcanhar para Sobis, que cruzou para Robinho e ele tentou marcar de calcanhar, mas Wilson defendeu.

A insistência do Cruzeiro deu resultado aos 19 minutos, quando Rafael Sobis recebeu lançamento de Léo, driblou o goleiro e o defensor Werley, e estufou as redes. No restante do segundo tempo o jogo continuou com boas atuações em ambas equipes, mas o placar permaneceu inalterado.

A novidade no final do jogo foi a entrada do atacante Sassá, no lugar de Rafael Sobis. Vindo do Botafogo, ele chegou neste mês ao Cruzeiro e essa foi a primeira que ele jogou diante da torcida cruzeirense.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Luis Caicedo, Léo e Diogo Barbosa; Ariel Cabral, Lucas Romero (Hudson), Thiago Neves, Robinho e Alisson (Rafael Marques); Rafael Sobis (Sassá). Técnico: Mano Menezes

CORITIBA: Wilson; Léo, Marcio, Werley e William Matheus; Jonas, Matheus Galdezani (Tomás Bastos) e Tiago Real; Rildo (Iago), Henrique Almeida (Getterson) e Alecsandro. Técnico: Pachequinho

GOLS: Thiago Neves, aos 37 minutos do primeiro tempo; Rafael Sobis, aos 19 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS: Alecsandro, Léo

ARBITRAGEM: Marcelo Aparecido R de Souza, auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo, todos de São Paulo

PÚBLICO: 11.770 pagantes

RENDA: R$ 213.928

LOCAL: Mineirão

Fonte;Hojeendia