Publicidade
Você está aqui: Inicial

Vídeos

0:04:17
Exibições: 10500
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:19
Exibições: 10152
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:50
Exibições: 10263
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:23
Exibições: 9738
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:44
Exibições: 10154
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:03:15
Exibições: 10258
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
0:04:51
Exibições: 11801
Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5Rated 0 of 5
Publicidade

Para enfrentar crise, Santa Casa de Formiga recebe repasses

PDFImprimirE-mail

A situação financeira da Santa Casa de Formiga teve um novo episódio. A unidade recebeu, na última semana, mais de R$ 400 mil, referentes a repasse do Governo Estadual, destinado ao Sistema Único de Saúde (SUS). Além disso, a Prefeitura anunciou a doação de 100 lotes, que poderão ser leiloados pela instituição. Cerca de R$ 900 mil, valor que diz respeito ao programa Rede Resposta, também deve ser entregue à unidade nos próximos dias.

Apesar dos valores recebidos pela instituição, o provedor da unidade, Sidney Ferreira, disse que a situação está longe de ser normalizada. O G1 entrou em contato novamente com com o provedor, durante a manhã desta sexta-feira (24), para saber quanto ainda falta para que a unidade se estabilize financeiramente, mas as ligações não foram atendidas.

O valor da verba do Estado é para custear os serviços de ambulatório, média e alta complexidade. Segundo a unidade, parte do dinheiro é referente à parcela do mês de fevereiro dos atendimentos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Essa verba é repassada considerando o número de leitos ocupados.

Ainda de acordo com a unidade, parte do recurso repassado também será destinado à folha de pagamento dos mais de 300 funcionários da Santa Casa, que gira em torno de R$ 300 mil.

Além disso, o dinheiro está sendo usado para cobrir outras despesas, como parcelas de empréstimos e encargos trabalhistas.

Rede Resposta
Somado aos repasses ocorridos na última semana, nesta quinta-feira (23) o Governo do Estado fez mais um repasse de verbas no valor de R$ 900 mil, referente ao programa Rede Resposta. A verba foi depositada no Fundo Municipal de Saúde e o município repassará para a Santa Casa de Formiga nos próximos dias.

De acordo com provedor da unidade, esse dinheiro será empregado no pagamento dos salários dos médicos e de fornecedores, além da compra de alguns medicamentos. "Mesmo com essas verbas, a situação da Santa Casa de Formiga ainda é delicada, pois os recursos recebidos não são suficientes para quitar as dívidas", ressaltou Sidney.

Doação de lotes
O prefeito de Formiga, Moacir Ribeiro, anunciou na quinta-feira (23) a doação de 100 lotes da Prefeitura de Formiga à Santa Casa de Caridade. O anúnciou ocorreu em reunião com o provedor Sidney Ferreira e secretários municipais. Contudo, a doação ainda depende de aprovação da Câmara Municipal. O projeto de lei autorizando o processo será encaminhado ao Legislativo nesta segunda-feira (27).

Segundo o prefeiro, os lotes seriam vendidos para iniciar as obras do Hospital Regional, contudo foi dada prioridade à Santa Casa. "Não podemos fechar os olhos para a situação da Santa Casa. Temos de nos unir e ajudar neste momento", afirmou o prefeito.

O provedor da Santa Casa disse que o hospital tem atualmente cerca de 70 títulos de dívidas protestados e deve cerca de R$ 1,5 milhão para fornecedores. Segundo ele, uma das saídas é realizar um leilão e usar os recursos para quitar esses débitos ou dar os próprios lotes como pagamento.

Equipamentos novos
Na última semana, o município também recebeu novos equipamentos que serão destinados à Santa Casa. Um termo de cessão autorizando o repasse desses equipamentos médicos, no valor de R$ 60 mil, deve ser assinado pela Prefeitura nos próximos dias.

Entre os itens, estão ventiladores mecânicos e monitores cardíacos. O processo de solicitação dos equipamentos teve início em novembro de 2014. Na época, apesar de ainda não ter tido início a intervenção na instituição, a Secretaria Municipal de Saúde e o prefeito Moacir Ribeiro já buscavam apoio para agilizar, junto ao Governo Estadual, a liberação dos equipamentos.

"Neste momento difícil pelo qual a entidade está passando, torna-se ainda mais necessário qualquer tipo de apoio. Por isso, temos ainda mais urgência em realizar este repasse", afirmou o prefeito.

Fonte: G1